Esta área foi criada com o objetivo de compartilhar um pouco de nossa
experiência com produção, qualidade, e programação de bordado computadorizado. Estaremos postando novas dicas e respondendo à
dúvidas através do formulário, em nossa página para contato.


  • A máquina de bordado tem que estar sempre regulada,a fim de manter a qualidade e a produção.
  • A regulagem ideal das linhas na máquina, seria de 70% de linha de bordado,e 30% de linha de bobina,com uma tensão aproximada de 300gf na linha de cima, e 300gf na linha de baixo(bobina).
  • Usar sempre o ar condicionado, pois a umidade do ar arrebenta a linha de bordado,pois a deixa mais pesada, e diminui a sua lubrificação, prejudicando o seu desempenho, e causando mais paradas na máquina. Observe como em dias chuvosos a máquina parece bordar menos. As linhas devem ser armazenadas em um local fresco e seco, a fim de manter  suas características originais.
  • Ao se falar de qualidade, é necessário dizer que bordado de qualidade necessita de linha de qualidade. Em especial, linha metalizada tem que ser de muito boa qualidade.
  • A linha metalizada não deve ser aplicada em áreas grandes de tatami,apenas em letras e detalhes, para valorizar o bordado,sem causar superfaturamento e tornar o custo da peça inviável.
  • Para bordados de aparência artesanal, usar linha composta por 30% de fio de poliéster e 70% de fio de algodão, semelhante à linha usada para costura. A linha normal de bordado com brilho é composta pela maior parte de poliéster.
  • A qualidade da entretela tem que ser boa, para manter a sua função básica de segurar o tecido e dar sustentação ao bordado.
  • Ao encaixar as peças nos bastidores, não deve existir emendas de entretela, com sobreposições irregulares e variações de suporte causadas por deficiências na mesma.Isso tudo é determinante na qualidade final do bordado.O uso indevido da entretela, bem como encaixes mal feitos, causam resultados imprevisíveis, ou ainda bem previsíveis, como um desenho totalmente  desencaixado ao se bordar a ultima cor.
  • Na tamburação das peças,obedecer as regras básicas, como encaixar o anel do bastidor até o final, de maneira uniforme, para que o tecido não fique subindo e descendo com o trabalho da máquina. É comum operadores que se dizem experientes apertar ao máximo a regulagem dos bastidores,buscando peças mais firmes, e com isso não conseguir pressionar o anel interno do bastidor até o final,causando desta forma resultados negativos.
  • Sempre que possível, evitar os cortes de linha. A máquina permanece parada, em média, 6 segundos por corte. Isso se não escapar nenhuma linha. Lembre-se, máquina parada=prejuízo; máquina bordando=lucro.
  • Tudo isso está relacionado diretamente à produção, portanto faça o seu trabalho o mais perfeito possível,pois o trabalho mais caro que existe, é aquele que precisa ser refeito.
 
  Site Map